Influência da cultura africana no Brasil é tema de projeto escolar

As atividades incluíram desde aulas expositivas até apresentações artísticas

A fim de desenvolver no aluno um espírito crítico e inovador foram criadas várias estratégias no Colégio Anglo Salto, em Salto (SP), transformando a aprendizagem em algo significativo e interessante ao mesmo tempo. Uma das ferramentas para alcançar esse ideal foi o projeto Heranças Africanas.

Esse trabalho interdisciplinar teve como objetivo apresentar aos alunos os elementos da cultura afro-brasileira, a luta atual contra o racismo e a exclusão social dos afrodescendentes no Brasil. Diversas tradições africanas, seja na culinária, na dança, na música, no vocabulário ou na religião estão presentes no dia a dia dos estudantes e, muitas vezes, eles não têm esse conhecimento. O foco do projeto foi levar os alunos a reconhecerem as heranças africanas na sociedade.

A primeira etapa consistia em apresentar aos estudantes informações referentes ao povo africano por meio de aulas expositivas, desde sua chegada ao território brasileiro no século XVI, os trabalhos forçados por eles desempenhados e a importância desse povo na construção do Brasil. O tema foi abordado de diversas formas nas aulas de língua portuguesa, arte e história. Também foram realizadas pesquisas familiares e na internet para o aprofundamento dos estudos.

Na família, por meio de fontes orais, os alunos tiveram que rastrear seus antepassados a fim de encontrar um afrodescendente. Na internet, os estudantes pesquisaram temas de interesses próprios, como a importância do africano na formação do povo brasileiro, levantamentos do IBGE e personagens afrodescendentes de destaque no Brasil e no mundo.

Já na disciplina de português, o foco foi a contribuição de povos africanos na nossa língua. Os discentes conheceram palavras novas e estudaram palavras de origem africana que já conheciam, mas não sabiam a etimologia.

Em arte, os alunos confeccionaram uma boneca, intitulada Abayomi, cuja história remete a uma situação vivenciada por africanos durante a travessia em navios negreiros. Como as viagens eram longas, as mulheres rasgavam partes de suas roupas para fazer bonequinhas de tecidos, criando assim uma distração durante o trajeto para as crianças. Além disso, os estudantes relacionaram as práticas artísticas às diferentes dimensões da vida social, cultural, política, histórica, econômica, estética e ética. O assunto estudado em arte foi relacionado ao tema abordado nas aulas de história.

Na disciplina de História, os alunos aprenderam, por exemplo, sobre as relações de poder entre senhores e escravizados na sociedade açucareira e a contribuição da cultura africana na formação cultural brasileira. Os estudantes conseguiram estabelecer relações entre os dois povos reconhecendo a importância das heranças africanas em nossa sociedade.

Com o objetivo de dar continuidade ao estudo dos jovens e compartilhar o conhecimento adquirido nas pesquisas, foi organizado um evento na semana do Dia da Consciência Negra. Este contou com a participação de familiares e da comunidade. Os discentes apresentaram os temas estudados e exaltaram a influência africana na música, dança, culinária, linguagem, etc.

O evento contou com a apresentação de dança dos alunos do 6º ao 8º ano, do coral “Vozes Afro” da cidade de Salto, da equipe Abadá Capoeira e da companhia de dança Faces Ocultas. Ao final das apresentações foram servidos aos convidados itens típicos da culinária afro-brasileira, entre eles a feijoada.

Se você é aluno, professor, gestor ou faz parte de alguma escola da rede Anglo, venha nos contar o que você faz para inspirar as pessoas ao seu redor. Envie sua história para nós!

One comment

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *